terça-feira, 15 de outubro de 2013

Campanha do “Jesus tatuado” cresce e divide opiniões

Vídeo e 50 outdoors querem fazer as pessoas refletirem sobre como a fé muda vidas

  
Em apenas três semanas foram mais de 100 mil visualizações do vídeo original da campanha de evangelismo da JesusTattoo.org. O material chamou atenção da mídia secular, como o site Yahoo e diferentes emissoras de TV, além de sites de outros países. Com isso, o grupo responsável pelo material conseguiu verbas para colocar mais outdoors. Eram 5, agora são 59 com uma imagem de Jesus tatuado e o endereço do site.
Campanha do “Jesus tatuado” cresce e divide opiniõesContudo, com uma maior exposição, surgiu mais oposição. Em especial em um Estado religioso como o Texas, onde estão a maioria dos outdoors. Parte de uma campanha publicitária, a imagem pode confundir pessoas que não assistiram o vídeo e por isso não sabem do que se trata.
Quando veem uma representação de Jesus com palavras como “Excluído”, “Viciado”, “Odiado” e “Desesperado” em seu corpo, muitos cristãos sentem-se ofendidos.
“A mensagem é simples, o amor de Jesus é transformador”, defende Ashleigh Sawyer, coordenadora de relações de mídia do JesusTattoo. “Ele nos ama incondicionalmente e não importa que marcas a vida deixou em você, com fé em Deus e amor ao próximo podemos ser transformados.”
Embora o grupo explique não ter vínculo com qualquer organização religiosa e querem apenas espalhar uma mensagem positiva, muitos moradores da região estão reclamando.
“Não gostei dessa imagem. Achei muito pejorativa”, disse um morador da pequena Lubbock à rede CBS. Essa foi a primeira cidade a receber os outdoors. Outro morador disse que mostrar Jesus assim é “blasfêmia”.
Segundo o portal Yahoo/ABC News, a maioria dos líderes cristãos locais apoia a “tática de choque” do grupo.
“Eu achei algo bem pensado, porque, basicamente, é uma maneira visual de mostrar como Jesus tomou nossos pecados e deu-nos um novo começo. Essa é a mensagem do evangelho”, acredita David Wilson, um pastor da Igreja Batista Southcrest. “Quando olhei para cima, disse, isso é perfeito, porque irá atrai as pessoas por aqui”.
Para ele, o outdoor e vídeo são maneiras diferentes de atingir pessoas diferentes. “Sabe, eu uso a analogia da pescaria, Eu uso iscas diferentes para peixes diferentes… Para mim, esta é uma maneira de ‘pescar’ pessoas que nunca entrariam espontaneamente na igreja para ouvir a mensagem”.
Por sua vez, a JesusTattoo.org diz que essa controvérsia não é algo indesejável.
“As pessoas que visitam o site e assistem o vídeo conseguem compreender a mensagem da campanha”, explica Ashleigh Sawyer. ”Como em todos os relacionamentos pessoais profundos, nem todo mundo tem a mesma imagem de Jesus. Podem não gostar de vê-lo coberto de tatuagens, mas de certo modo desejamos a controvérsia, pois entendemos que o debate sobre o assunto é a melhor maneira de espalhar a mensagem”.
Jay Corner, um dos voluntários que trabalha como o Jesus Tattoo, é enfático: “Houve controvérsias quando o nosso Senhor e Salvador esteve na Terra, incluindo as coisas que ele disse e as coisas que ele fez. Sei que algumas pessoas verão isso também como um pouco de controvérsia. O mas legal disso tudo é contar uma história de amor e como você pode se envolver com ela. Quando você olha o vídeo, acredito que ele te leva para dentro dessa história”.
Além do site, o material pode ser visto no YouTube. No clipe de 5 minutos, um homem cabeludo, que lembra Jesus Cristo, assume o papel de um tatuador que tem o poder de transformar os rótulos negativos escritos nas pessoas em ideias positivas. No final, ele revela que, ao fazer isso assumiu as marcas sobre si.
Enfatizando que não são uma igreja nem uma seita, apenas um grupo de cristãos, os responsáveis pelo Jesus Tattoo pretendem ampliar a divulgação na medida em que forem conseguindo recursos. Eles já criaram páginas nas principais redes sociais e a hashtag #JesusTattoo tem servido para ajudar na popularização do vídeo. Também foram postados vários vídeos curtos com testemunhos de pessoas que tiveram suas marcas eliminadas e vidas mudadas, assim como no vídeo.   Com informações de Fox2Now, Keye TV e Yahoo.
O portal Gospel Prime legendou o vídeo, confira:



Nenhum comentário: