segunda-feira, 14 de outubro de 2013

“Ame a Verdade”: Evangélicos brasileiros preparam vigília como parte de movimento mundial contra a corrupção


http://noticias.gospelmais.com.br/files/2013/10/ame-a-verdade1.jpg

Entre os dias 14 e 20 de outubro, um movimento impulsionado por igrejas evangélicas realizará no Brasil a Vigília contra a Corrupção Mundial. Intitulado “Ame a Verdade: Evangélicos contra a Corrupção”, o movimento faz parte da ação mundial “Exposed 2013″, que foi lançada em Londres.
Liderada pelos grupos Desafio Miquéias, Exército da Salvação, Sociedades Bíblicas e Aliança Evangélica Mundial, a campanha tem por objetivo recolher 10 milhões de assinaturas que serão entregues ao G20 na sua reunião a ser realizada em 2014.
- A igreja precisa estar atenta aos processos de morte predominantes em todos os setores da sociedade e oferecer o seu serviço humilde e diligente, que envolve oração e ação, cooperando sempre na promoção da justiça e da paz, valores constituintes do Reino de Deus – explicou o pastor Daniel de Almeida e Souza Jr., da Aliança Cristã Brasileira.
- A crise econômica atual é resultado da ganância, os excessos de culturas corporativas, desonestidade e comportamento irresponsável que toca em nós onde mais dói (referindo-se a desigualdade social) – ressaltou o presidente da campanha, pastor Joel Edwards, diretor internacional do Desafio Miquéias.
O movimento ganhou força no Brasil, motivado pelas recentes manifestações populares que tomaram o Brasil em junho e teve como uma de suas motivações a necessidade de ser repensar a democracia. Em seu texto a Exposed 2013 explica que todos os anos “bilhões de dólares são desviados para mãos privadas”, o que causa consequências “devastadoras para os cidadãos comuns”. O texto ressalta ainda que “a corrupção solapa a qualidade dos serviços básicos”.
- Ao proclamar a justiça e defender a causa dos mais pobres, nós queremos ver as bênçãos de Deus liberado e restaurado para todos – frisa o texto base da campanha, segundo a agência ALC.
Por Dan Martins
fonte Gospel+

Nenhum comentário: