quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Garota de 13 anos copia Bíblia e entra para RankBrasil

Em 10 meses Juliana concluiu o desafio e usou mais de 3 mil folhas

     Ela utilizou 28 canetas, 3.223 folhas e 34 blocos de fichários com 96 folhas cada. E para que todo esse material? Para copiar a Bíblia. Aos 13 anos, Juliana Grunheidt Vilela Pereira, dedicou 10 meses para reescrever as Sagradas Escrituras. Ela terminou a tarefa em dezembro de 2009, mas só agora foi homologada no Livro dos Recordes Brasileiros, RankBrasil.
     Juliana é filha do diácono Vander Batista Pereira e de Suzimara Grunheidt Vilela Pereira, membros da Igreja Presbiteriana de Vila Rubens, da Cidade de Itajubá – MG, onde moram atualmente.
     A adolescente acordava às 6h para copiar a Palavra de Deus. “Quando tinha algo para fazer de manhã não gostava porque a prioridade era copiar a Bíblia. Nunca vou esquecer esta experiência”, ressaltou.
     Pouco tempo antes de começar a redigir a Bíblia Sagrada Juliana estava enfrentando um problema de saúde comum entre muitas adolescentes, ela tentava superar a anorexia. Lutando contra sua disfunção e querendo superar seus problemas a recordista procurava ocupar sua mente. “Foi aí que Deus me ajudou, colocando em meu coração o desejo de ler e copiar a Bíblia, assim minha mente ficou ocupada e passei a ter uma vida melhor”, conta Juliana.
     Juliana contou com a ajuda da família para cumprir seu objetivo, no começo passava grande parte do dia reescrevendo o material, o que acabou prejudicando sua relação com os amigos e estudos devido ao tempo de dedicação. Assim sua mãe traçou algumas metas onde Juliana deveria copiar somente quatro capítulos ao dia e descansar aos domingos, seus horários eram das 6 horas da manhã até as 11 horas, na maioria das vezes transcrevia por cinco horas, algo em torno de 20% do seu tempo.
     A mãe foi a primeira a tomar conhecimento do desafio da filha. Ele acordava e sempre via a filha copiando. A mãe diz que Juliana aprendeu o que está escrito e guardou no coração. Além disso, incentivou a família a ler a Bíblia em um ano. “Tantos adolescentes gastam tempo naquilo que tem amor como TV, Internet, videogame. E minha filha tem amor pela palavra de Deus. Sinto muito orgulho dela”, frisou.
     Durante os 10 meses, a família Pereira manteve segredo. Na escola a adolescente comentava apenas que acordava às 6h para ler a Bíblia. “Um colega se interessou e começou a ler também. Ao copiar aprendi muitas histórias que me ajudou a crescer espiritualmente e na escola”, ressaltou Juliana.
     O material produzido por Juliana foi impresso e encadernado em vários volumes resultando uma linda coleção, contando com o apoio da família sempre que terminava de escrever um volume ganhava presentes, representando muita emoção para ela e sua família.
     Para a recordista a emoção foi ainda maior ao terminar de reescrever as últimas palavras da Bíblia, “não é fácil descrever a emoção que senti naquela hora, mas quando terminei de copiar a última frase da Bíblia, lembro-me de ter dado um suspiro e um grande sorriso, dei muitos pulos de felicidade, foi uma experiência maravilhosa, que nunca vou esquecer”, declara Juliana.
     Para a recordista Juliana entrar para o Livro dos Recordes Brasileiros foi uma surpresa, pois não tinha ideia de que este feito fosse causar tanta repercussão e admiração entre as pessoas. “Estou muito feliz por deixar registradas algumas verdades, o grande amor que eu tenho para com Deus e com sua Palavra, a importância da Palavra de Deus no nosso dia-a-dia e na família”, declara Juliana.
    A Igreja Presbiteriana de Vila Rubens, da qual a família é membro, homenageou Juliana com um diploma. “Fiquei emocionada, afinal consegui depois de uma tarefa difícil. Vou incentivar as pessoas a fazer o mesmo porque aprendi muito”, finalizou.
Fonte: CPAD News

Nenhum comentário: