quarta-feira, 31 de março de 2010

Centenário da Assembleia de Deus em Natal - RS


     O Salmo 80 descreve algo que se assemelha à vida da Assembleia de Deus no Brasil. A partir do versículo 8, registrou o salmista: "trouxeste uma vinha do Egito; lançaste fora as nações e a plantaste. Preparaste-lhe lugar e fizeste com que ela apronfudasse raízes; e, assim, encheu a terra. Os montes cobriram-se com a sua sombra, e como os cedros de Deus se tornaram os seus ramos. Ela estendeu a sua ramagem até ao mar, e os seus ramos até ao rio".
     Meus amados, a presença da Assembleia de Deus no Brasil é marcante. A nossa história é muito bonita porque seu início é consequência da ação divina. No início do século 20, vieram para o nosso país dois jovens obreiros da Escandinávia trazendo a mensagem pentecostal. Obedecendo a uma ordem de Deus, os dois jovens aportaram na cidade de Belém, capital do Estado do Pará, e, no ano de 1911, eles fundaram a Assembleia de Deus. É verdade que nos primórdios a denominação era conhecida por outro nome, era a Missão da Fé Apostólica, mas em 1918, a liderança pentecostal adotou oficialmente o título Assembleia de Deus, e dessa forma começamos a escrever a nossa história.
     Meus irmãos, aquela semente plantada por aqueles dois homens no extremo norte do Brasil brotou, fazendo nascer uma grande árvore, que produziu frutos e foi se desenvolvendo, e novas sementes foram plantadas. A trajetória das Assembleias de Deus começou do Norte para o Nordeste, migrando para o Sudeste, percorrendo o Centro-Oeste e, finalmente, alcançou o Sul do país. Dessa forma, a nossa denominação é uma árvore frondosa que está plantada em todo território nacional para nossa alegria, segurança e edificação. Temos uma congregação em quase todas as vilas de todos os municípios brasileiros, e como é lindo a pessoa encontrar um letreiro com os dizeres “Assembleia de Deus”. Muitas vezes o local é humilde, mas o importante é que naquela residência existe um pregador, ou até mesmo um autodidata, um homem simples, porém portador da unção de Deus e um expositor da mensagem de que Jesus Cristo salva, cura, batiza no Espírito Santo e em breve voltará.
     Amados irmãos, nós já iniciamos as comemorações do Centenário da Assembleia de Deus no Brasil e há uma chama ardendo dentro de nossa alma. Estamos dispostos a continuar ensinando sobre Jesus.
     Por meio de vários eventos, já estivemos na maioria dos Estados do nosso grande país e a Conferência Pentecostal da festa dos 100 anos já teve sua primeira edição no Centro-Oeste, na cidade de Cuiabá, em 2008, e sua segunda edição na Região Sul, em Curitiba, em 2009; e, neste ano, estaremos comemorando o Centenário da AD no Nordeste, mais precisamente na cidade de Natal.
     Com a ajuda de Deus, estaremos reunidos naquela bela cidade para anunciar ao povo daquela região que Jesus Cristo é o Salvador e que em breve Ele virá para buscar a Sua amada Igreja. Cremos que o Centenário de nossa denominação ficará marcado no coração do povo assembleiano, para honra e glória do nome do Senhor Jesus.
José Wellington Bezerra da Costa
Presidente da CGADB

Fonte: Blog do pastor José Wellington Bezerra da Costa

terça-feira, 30 de março de 2010

REPENSANDO O ENSINO DOMINICAL - POR QUE DEVEMOS MUDAR?









Olá irmãos e amigos!

Essa é a palestra aprensentada por mim no 2º Simpósio da EBD. Os slides estão em tamanho reduzido,porém ao clicar sobre a imagem, ela fica maior. Estou disponibilizando esse material para que você irmão e professor da Escola Dominical possa usá-lo e aplica-lo à suas aulas e estudos bíblicos.

Obs.: O slide 2 da página 1 e o slide 11 da página 2 citam dois filmes, os quais eu recomendo. Usei somente um trecho de cada filme para ilustrar a palestra.

Deus abençoe!

Natanael Lima
www.natanaellima.blogspot.com

segunda-feira, 29 de março de 2010

AD-Belenzinho-SP Batiza 1.720 novos membros!

A Assembleia de Deus, ministério do Belém em São Paulo, realizou na manhã do domingo28/03, o segundo batísmo de 2010.
 O pastor José Wellington Bezerra da Costa (Presidente) falou da importância do batísmo e do grande milagre de Deus em nossas vidas, que é a salvação de nossas almas. Falou ainda, do compromisso do cristão para com o seu Deus, para com a família, para com a igreja e para o mundo.
1720 irmãos foram batizados para a honra e glória do nosso Senhor Jesus Cristo.
Nave do Templo vista do tanque batismal

domingo, 28 de março de 2010

Aniversário do Círculo de Oração em Jabaquara e no Brás

Nos dias 26 e 27 de março, foi realizado no setor 105 (Jabaquara) o 27º Aniversário do Círculo de Oração e do conjunto Brilho Celeste.


O tema escolhido para este evento foi: “Nesta peleja não tereis que pelejar”, II Crônicas 20.17. Deus manifestou a Sua presença em todos os cultos e vidas foram renovadas e batizadas com Espírito Santo.


O Pastor Luiz Francisco (setorial Agradeceu ao Senhor pelas bênçãos derramadas sobre a igreja e pela resposta das orações dos irmãos. Ele agradeceu ainda a todos que ali compareceram e atenderam aos convites. O apoio do Ministério, a sua família e a todos irmãos e obreiros do setor.








Brás
Já no setor do Brás, liderado pelo pastor Antonio Martins, as irmãs agradeceram a Deus por completar 48 anos de existência.
Sob o tema: “Esperei com paciência no Senhor, e Ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor”, Sl 40.1, os preletores foram tremendamente usados por Deus e ali também a Glória do Senhor foi notória.

O pastor Antonio agradeceu a Deus por esta oportunidade, a sua família, ao ministério pela confiança e também a todos envolvidos nesta obra.

sábado, 27 de março de 2010

Alexandre Nardoni e Anna Paula Jatobá são considerados culpados pela morte da garota Isabella

Juiz Maurício Fossen leu o veredicto do júri à 0h28
No quarto voto pela condenação do casal, contagem foi interrompida.

      Após cinco dias de julgamento e expectativa da opinião pública, o casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá foi condenado no início da madrugada do sábado (27) pela acusação da morte de Isabella Nardoni, ocorrida em 29 de março de 2008. À época, a garota tinha cinco anos. Nardoni foi sentenciado a 31 anos, um mês e 10 dias. Jatobá, a 26 anos e 8 meses de prisão.
      À 0h28 deste sábado, o juiz Maurício Fossen leu a decisão dos jurados. Sete pessoas, três homens e quatro mulheres, foram incumbidas de decidir o futuro do casal. Cinco delas jamais haviam participado de um júri.
      O juiz Fossen interrompeu a votação quando a contagem chegou a quatro votos favoráveis à condenação - segundo ele, o objetivo foi garantir o sigilo da escolha de cada jurado. Assim, não é possível afirmar que os réus foram condenados por unanimidade.
      Enquanto a era feita pelo juiz, Nardoni, de 31 anos, 1 mês e 10 dias, e Anna Jatobá, de 26 anos e 8 meses(coincidentemente o mesmo tempo de sentença dado a cada um dos réus), esboçaram pouca reação e choraram de forma discreta. Do lado de fora do fórum, quase três minutos de explosões de fogos de artifícios se seguiram.
     Quase dois anos se passaram até a semana do julgamento, período em que Nardoni e Jatobá sempre negaram a autoria do crime.
      O casal saiu do Fórum de Santana, na Zona Norte de São Paulo, direto para o presídio de Tremembé. Na saída de Nardoni e Jatobá em direção ao presídio, a polícia no local chegou a usar gás de pimenta para afastar a aglomeração que tentou atacar o camburão.
      Ana Carolina Oliveira, mãe de Isabella, soube do resultado do júri por uma mensagem de celular. Segundo sua advogada, ela agradeceu aos jurados pela condenação pelo viva-voz do telefone. Ela chorou e acenou para pessoas na sacada de seu prédio na Vila Maria (Zona Norte de São Paulo).
      O advogado de defesa Roberto Podval recorreu da decisão logo após o anúncio do veredicto - o casal não terá o direito de aguardar em liberdade. Ele não quis conceder entrevista e apenas declarou que o "brilho da noite é de (Francisco) Cembranelli", o promotor do caso.
      Logo após o pronunciamento do juiz, Cembranelli expressou que a confiança na condenação do casal Nardoni era "total". “Sempre me senti pronto. O resultado (do julgamento) mostrou que eu estava certo”, declarou ele, que foi aclamado pelos populares nos arredores do Fórum de Santana. "A certeza que eu tive sempre foi total. Nada me abalou.”
      Para Cristina Christo, advogada assistente de acusação, a linha do tempo (na argumentação do promotor sobre os horários das ligações telefônicas que colocam o casal dentro do apartamento no momento do crime) e os depoimentos do médico do IML, da perita e da delegada do caso foram fundamentais para a condenação.
      Durante toda a semana, a curiosidade do público e a comoção quanto à morte de Isabella contribuíram para que o movimento em frente ao fórum fosse intenso. Às 22h20 de sexta, os sete jurados se reuniram na sala secreta do júri para escrever o último capítulo de um julgamento que chamou a atenção da opinião pública como nunca aconteceu antes. Terminava ali a luta do casal para se livrar da condenação e da Promotoria para provar a culpa dos dois.
Fonte: R7, O Globo, Terra

Pastor Jairo Bartolomeu, de Guaianases, completa 77 anos

Culto em ações de Graças celebra o aniversário do veterano

     A igreja Assembléia de Deus, ministério do Belenzinho setor de Guaianases, situada na Rua Capitão Pucci, realizou na noite da sexta-feira, dia 26, o Culto em Ações de Graças pelo aniversário do seu líder, pastor Jairo Bartolomeu da Rocha. Pastor Jairo completou 78 anos de vida.
     O pastor e presidente do ministério pastor José Wellington Bezerra da Costa dirigiu o culto e também ministrou uma palavra. Em nome dos obreiros do interior o escolhido para falar foi o pastor campinense Paulo Roberto Freire da Costa. O pastor José Pereira da Silva, líder em Itaquera e secretário do ministério, que há 60 anos havia aceitado a Cristo nesta igreja falou em nome dos pastores da capital.
     Pastor Pereira enfatizou que o pastor Jairo é um grande professor e disse que “com alegria nós prosseguiremos na nossa caminhada”. Pastor Pereira entregou uma mensagem calorosa e pentecostal a todos relembrando ao convite feito pelo salmista nos Salmos 100, encorajando o público a ser agradecido a Deus e a celebrar com alegria ao Senhor.
     O cantor Adilson Rossi cantou e ainda o pastor presidente da AD Várzea Paulista, Alberto Resende de Oliveira registrou sua presença e afirmou “eu tenho visto no senhor valores que eu procuro imitar”.
     O templo sede em Guaianases ficou cheio e centenas de obreiros de várias partes da capital e interior estiveram presentes. O setor conta com 48 congregações.

     Pastor Jairo é veterano no ministério e já dirigiu igrejas em Assis (SP), Aquidauana e Campo Grande (MS), Indianópolis e há vários anos está em Guaianases.
    Ele é casado com a irmã Lair Nunes da Rocha e tem 5 filhos, Jairo,Jair, Lair, Jaime e Jurandir tem 18 netos e 3 bisnetos.                                            Por Juarez Lima
Blog Diário da Fé

quinta-feira, 25 de março de 2010

SP: Justiça concede liminar em favor de Kassab na lei do Psiu

      A Justiça de São Paulo deferiu uma liminar em favor da prefeitura da capital paulista, que suspende a lei municipal nº 15.133 de 15 de março de 2010 de autoria do vereador Carlos Apolinário (DEM), que alterou a Lei do PSIU, segundo informou a corte nesta quinta-feira.
      A prefeitura de São Paulo entrou com ação direta de inconstitucionalidade (Adin) pedindo a suspensão da lei. A decisão é de caráter provisório até que o mérito da questão seja julgado.
      O vereador Carlos Apolinário, líder do DEM na Câmara, disse que vai consultar a procuradoria da Casa para recorrer da decisão. Ele disse que não conversou com Kassab sobre a lei. "Isso faz parte dos trâmites democráticos, se tudo acabar de forma negativa para ambas as partes poderemos conversar sobre uma saída que possa beneficiar a cidade de São Paulo", disse o parlamentar.
      Os valores das multas, por exemplo, que antes iam de R$ 4 mil a R$ 17 mil, passariam a ser de R$ 500 a R$ 8 mil. As regras impostas pela lei derrubada hoje dificultava a fiscalização e acabava com a denúncia anônima. A medição do ruído passaria a ser feita de dentro da casa do cidadão, com a presença do dono do estabelecimento e de testemunhas.

      Essa é a mudança que mais afetaria a eficácia do Psiu. Em cinco anos, foram realizados mais de 140 mil atendimentos, gerando quase 3 mil multas. Esse número cairia, visto que muita gente tem medo de se expor ao fazer a denúncia. “Como vamos receber em nossas casas uma pessoa que agride os moradores da região?”, questiona o presidente da associação Santa Cecília Viva, José Ricardo Campelo. Ele se refere a Lílian Gonçalves, dona de cinco bares na Rua Canuto do Val.
      Lilian, que desembolsou R$ 100 mil para pagar suas três multas mais recentes, havia comemorado as mudanças propostas por Apolinário. “O que mais me incomodava eram as denúncias anônimas.” O projeto do vereador favorecia também as igrejas evangélicas que têm cultos barulhentos. “Ele [Apolinário] fez para beneficiar as igrejas”, afirma Lilian. “Certeza que não foi para beneficiar dono de boteco”, diz Facundo Guerra, sócio de quatro casas noturnas. “Mas não achei uma mudança positiva. Tinha medo que abusos acontecessem”, diz. “A lei não pode ferir os interesses dos cidadãos. Eu também não gostaria de ter o sono prejudicado com o barulho de um bar”.
                                                                                                                   Fonte: Portal Terra /  Época SP
Imagem Época SP

Kassab entra na Justiça para salvar lei do Psiu

"Em 180 mil reclamações só foram aplicadas 1032 multas;
ou as denúncias são falsas ou os fiscais do Psiu não trabalharam direito", diz Apolinário


     O prefeito Gilberto Kassab (DEM) decidiu recorrer à Justiça para derrubar as mudanças aprovadas pela Câmara na lei do Psiu. A Procuradoria Geral do Município entrou com uma ação alegando que a lei é inconstitucional e inviabiliza a fiscalização.
     Na semana passada, os vereadores afrouxaram as regras. O texto acaba com as denúncias anônimas e amplia o prazo para o estabelecimento se adequar após receber a primeira notificação da subprefeitura.
     A medição do ruído não será mais feita dentro do local investigado, mas no imóvel do denunciante. As multas, que variavam entre R$ 4 mil e R$ 17 mil, agora vão de R$ 500 a R$ 8 mil.
     Ligado às igrejas evangélicas, o vereador Carlos Apolinário (DEM), autor do projeto, já havia tentado aprovar um outro texto que criava regras diferentes para os templos religiosos. Como a lei foi anulada pela Justiça, ele criou um novo texto, que beneficia todos os estabelecimentos.

Câmara aceita votar novo projeto
     Vereadores da situação e da oposição aguardam para as próximas semanas a chegada de um novo projeto que retome a maioria das regras anteriores do Psiu.
     O texto deve ser costurado entre o prefeito e o vereador Carlos Apolinário (DEM), autor da lei que modificou o conteúdo das regras em vigor até o mês passado.
     Segundo Apolinário, a lei não é inconstitucional e não foi feita para beneficiar as igrejas.

AS MUDANÇAS DA LEI

>>As denúncias continuam sendo feitas pelo número 156 e pelo site da Prefeitura (www.prefeitura.sp.gov.br). Porém, não serão aceitas notificações anônimas. Nome, endereço e telefone de contato serão exigidos aos denunciantes.

>>A medição do barulho não ocorre mais no estabelecimento denunciado, mas no imóvel da pessoa que fez a reclamação.

>>A medição só poderá ocorrer no horário em que o barulho acontece. Quando for denunciar, a pessoas deverá informar o horário em que o volume o incomoda.

>>Denunciante e denunciado precisam estar juntos na medição.

>>Os valores da multa diminuíram. O mínimo é R$ 500 e o máximo, R$8 mil . O valor será definido pela capacidade do estabelecimento. Os antigos valores variavam entre R$ 4 mil e R$ 17 mil.

Fonte: Band, R7 e Agência Estado

Após 3 dias em frente ao fórum, pastor é expulso pela PM

Comportamento do pastor na porta do fórum
incomodou policiais militares

Fabiano Rampazzo
Direto de São Paulo

             Conhecido nos dois primeiros dias de julgamento por ficar na entrada do Fórum de Santana, na zona norte de São Paulo, dançando, cantando e gritando em nome de Deus, o pastor e fotógrafo Orlando Torres, 58 anos, foi expulso pela Polícia Militar na tarde desta quarta-feira.

                                                    Foto: Raphael Falavigna/Terra

            O pedido para retirá-lo do local partiu de pessoas que aguardavam na fila para tentar acompanhar o terceiro dia de júri do casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá. "Isso aqui é uma sessão triste, não é um lugar de festa. (Ele) estava incomodando muito com essa gritaria e essa cantoria toda", disse o estudante Rodolfo Mendes, 25 anos.
           Nesta quarta-feira, depois de correr e pular, o comportamento do pastor incomodou até os policiais militares. "Inicialmente, convidamos o senhor a se retirar, mas ele não quis. Mais tarde, ele aceitou deixar o local", disse um dos PMs presentes na segurança do fórum.
           Ao deixar o local, o pastor disse não entender o porquê de sua saída. "Os policiais vieram falar comigo, mas o que estou fazendo de errado? Só quero transmitir uma mensagem de paz", disse. Questionado se havia tomado alguma sustância, ele afirmou que "só tomei o Espírito Santo".

O caso

              Isabella tinha 5 anos quando foi encontrada ferida no jardim do prédio onde moravam o pai, Alexandre Nardoni, e a madrasta, Anna Carolina Jatobá, na zona norte de São Paulo, em 29 de março de 2008. Segundo a polícia, ela foi agredida, asfixiada, jogada do sexto andar do edifício e morreu após socorro médico. O pai e a madrasta foram os únicos indiciados, mas sempre negaram as acusações e alegam que o crime foi cometido por uma terceira pessoa que invadiu o apartamento.
              O júri popular do casal começou em 22 de março e deve durar cinco dias. Pelo crime de homicídio, a pena é de no mínimo 12 anos de prisão, mas a sentença pode passar dos 20 anos com as qualificadoras de homicídio por meio cruel, impossibilidade de defesa da vítima e tentativa de encobrir um crime com outro. Por ter cometido o homicídio contra a própria filha, Alexandre Nardoni pode ter pena superior à de Anna Carolina, caso os dois sejam condenados.

JNS. Na reportagem cita Orlando como pastor, mas ele é apenas diácono da AD-Belém em Ermilino Matarazzo- Zona Leste-SP. Ele atua em eventos públicos, filas de shows e em casos como este, evangelizando e pregando a Palavra de Deus.

Postado originalmente: portal terra.com.br/brasil/noticias
e Blog Diario da Fé

terça-feira, 23 de março de 2010

Morreu, hoje, o pastor Alfredo Reikdal, do Ipiranga (SP)


Corpo está sendo velado na AD do Ipiranga e enterro será amanhã


     Morreu o pastor Alfredo Emílio Reikdal, presidente de honra do ministério do Ipiranga em SP. Igreja que presidiu por 58 anos. Conhecido no meio dos assembleianos como pastor Reikdal, ele era uma das colunas do evangelho pentecostal em São Paulo e em outros estados. Aos 94 anos ele se despede da família, igreja e de milhares de irmãos.

    O corpo está sendo velado, na avenida Doutor Ricardo Jafet, 214 , no bairro do Ipiranga. O sepultamento será amanhã, 24 de março às 16h, no cemitério da Paz no Morumbi.

Um pouco de sua história

      Pastor presidente da Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério do Ipiranga. Nascido em 14 de junho de 1915, em Tietê, município de São José dos Pinhais, PR, era filho de Carlos Magnus Reikdal, de origem islandesa, e de Elza Otto Reikdal, de origem alemã. Foi o primeiro filho de uma prole de três homens e oito mulheres, o qual mais tarde veio a ser um forte e valoroso homem nas mãos de Deus.

     A AD no Ipiranga organizada em 29 de junho de 1931 pelas mãos de Vitaliano Piro, teve mais três dirigentes quando passou definitivamente à responsabilidade do pastor Reikdal em 26 de julho de 1943, com apenas 171 membros e três congregações. Atualmente o campo abrange perto de 800 congregações nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Goiás e Distrito Federal com cerca de 120 mil membros.

     É o primeiro pastor no Brasil a ocupar a presidência de uma única igreja, por mais 60 anos.

     Foi um dos fundadores e também Presidente da COMADESPE, Convenção dos Ministros das ADs no Estado de São Paulo por vários mandatos.

     Em 1996 fundou a COMOESPO, Convenção dos Ministros Ortodoxos do Estado de São Paulo, ligada a CGADB, Convenção Geral das ADs no Brasil.
por Pr. Juarez Lima
 Fonte: blog Diario da fé

2º Simpósio da Escola Dominical na AD-Belém-Vila Espanhola

           2º Simpósio da EBD realizado em Vila Espanhola nos dias 19 e 20 de março. No culto de sexta-feira à noite, portanto na abertura, houve a presença do Pr. Caramuru, o qual tratou sobre a formação e contínuo aprendizado de um mestre e como devemos nos portar perante tamanha responsabilidade e honra dadas por Deus.

No sábado, pela manhã, às 8h30 com um grande café entre os participantes. Em seguida, o Pr. Daniel Rocha deu uma saudação e falou concernente à necessidade de se ensinar e bem. O grande exemplo a ser seguido é o próprio mestre Jesus, reforçou o pastor. Após um breve intervalo e um hino, a irmã Sylvia Rocha, nos falou sobre o tema - Jovem, sexo e namoro. Foi de grande proveito, pois ela soube ser direta e bem precisa no tema. O alerta foi bem reforçado concernente à realidade que os adolescentes e jovens enfrentam e como os professores e pais podem ser mais participativos e contribuírem na formação educacional, sexual e psicológica nessa idade.

Após um belo almoço e mais alguns hinos, o irmão Elizeu Júnior tratou do tema - O místico e a igreja. O palestrante trouxe muitos exemplos de filmes e desenhos que estão bombardeando nossas crianças e jovens. Muitos dos participantes ficaram surpresos pelo teor místico e, porque não dizer, satânico que a indústria cinematográfica e televisiva tem atuado. Vamos acordar queridos! 
Por último, mas não menos importante, o irmão Natanael Lima falou de um tema mais técnico referente à didática, metodologia e pedagogia em sala de aula e como podemos melhorar as aulas e maneira como o aluno enxerga o ensino dominical. Nós, professores, precisamos melhorar sim e sempre!
Ficam os agradecimentos, primeiro ao bom Deus, ao Pr. Daniel Rocha, ao Pr. Caramuru, à equipe de palestrantes, ao irmão Francisco da congregação de Cachoeirinha, às irmãs valentes da cozinha, à irmã Landinha e ao coordenador geral do Evento, irmão Hélio.

Não percam o próximo Simpósio da EBD em Vila Espanhola! Crescer e desenvolver-se requer esforço, insistência e, acima de tudo, amor.
                                          Deus abençoe  a todos!
                                                                              Natanael Lima - JNS

segunda-feira, 22 de março de 2010

Marcha contra aborto reúne 3 mil pessoas no centro de SP

                                                                      
                                                                                                                    Por Rodrigo Ribeiro Rodrigues
Cerca de 3 mil pessoas realizam uma marcha contra a legalização do aborto no centro da cidade de São Paulo, neste sábado, dia 20.

O grupo se reuniu às 9h30, no viaduto Jacareí, na região central, para iniciar a passeata. A manifestação é uma iniciativa do Movimento Nacional de Cidadania pela Vida.
No Período da tarde, hauve discurso e shows para celebrar a causa na praça da Sé. De acordo com a Polícia Militar, o protesto contou com três caminhões, com trio elétrico e o trânsito está lento no local.
A manifestação contou ainda com shows e discursos.
 
Fonte: blog mulher adoradora / eBand Via: OGalileo

O último adeus à Missionária Dozinha

Igreja em Americana se despede de sua líder.



Milhares de pessoas lotaram o grande templo em Americana para dar o último adeus à irmã Dozinha Dias da Silva que morreu neste sábado dia 20, às 18 horas, com 69 anos de vida. Ela era a esposa do pastor Antonio Munhoz presidente desta igreja.



O pastor presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, José Wellington Bezerra da Costa ministrou uma palavra comovente. Diversos pastores compareceram a cerimônia fúnebre, que teve início a uma e meia da tarde deste domingo, 21.



O corpo foi levado num carro do Corpo de Bombeiros para o cemitério do Gramado, nesta cidade, e foi seguido por mais de 100 veículos.



No sepultamento, muito comovido, o pastor Munhoz caminhava pesadamente, sendo amparado em alguns momentos por amigos, dentre eles o pastor Paulo Freire (Campinas). No tumulo ele chorou pesarosamente saindo em seguida. A grande passeata de irmãos o acompanhou se dispersando e restando apenas saudade.
Pr. Juarez Lima